Fuxico

 Alguém te falou isso ?
Que ando com outra pessoa ?
E tu deu importância, tanta assim ?
Mas esqueceu de descrever como
era a pessoa.
Nem observou que a outra era você mesmo.
De cabelo cortado e pintado. Toda maquiada,
faceira como nunca. Passeando estávamos
de mãos dadas.
E os ciumentos com olhos de inveja, foram
logo fazer fuxicos. Sem saber da verdade.
Se errei um dia, paguei o preço e isso passou
dolorido na alma de quem quase perdeu um
grande amor.
Agora não quero mais mudar quero ficar e
ficar a teu lado.
Te amar de verdade e na verdade.
 

Paulo Mello

Nossa!!!



E como falaram!
E como conheço tuas promessas!
Mas também conheço o que o fuxico provoca.
Conheço bem a maldade de algumas pessoas e
o quanto a felicidade alheia os incomoda.
Mas pouco importa quantas paixões tenhas tido
Nenhuma será igual a nossa!
Não ouvirei mais fuxico
Nos outros não mais acreditarei
Acredito que ninguém irar beijar-te como  beijei
E nunca te darão um amor tão tudo
Como o amor que te dediquei.
Esse novo amor
Essa nova paixão
Eles jamais saberão!
Ser o amor que tu renovas a cada dia
Mas não com outra mulher
Mas por mim
Que bem sei, manténs no coração.

 Fanete Costa
 

                                                           
 

É proibida a reprodução total ou parcial do material contido
neste site sem a expressa autorização do autor.
Copyright©2012, Fanete Costa

Designer Fanete Costa                                                         Webmaster corcel negro.®