Jamais deixarei de te amar

 




Pode acontecer o que for
Pode o globo parar de rodar
Pode o oceano ferver em calor
Jamais deixarei de te amar

Nada do globo parar de girar
O oceano calmo tem de prevalecer
Deixarão que tudo continue como está
Para que eu jamais deixe de ter você

Caso a treva ameaçar
Nosso céu desfalecer
Vendo a Lua despencar
Da tua memória vou viver

Ameaça de fato poderá ocorrer
O céu deixar de nos proteger
A lua sempre tão amiga desabar
Mas nunca... deixarei de amar você

Talvez todos conspirem contra
Fazendo até Hitler renascer
E se o inferno vier-me em afronta
Meu amor por ti nunca irá morrer

Conspiração facilmente poderá acontecer
A felicidade por vezes incomoda
Mas nem Hitler e nem injurias
Me farão esquecer você

Se outra instância me enviar
Para a Arena e os leões
E se essa Roma for meu lar
Eu te amarei nas minhas canções

Sem nada de novas instancias
Sem arena e sem leões
Roma jamais seria o teu lar
Nada que possa separar nossos corações

Poderão os planetas combinados
Atirar-me ao infinito
Mas meu amor de lá eu grito
Tu és o sonho mais bonito!

Mesmo que eles o fizessem,
Levando-o a um longínquo infinito,
Da terra eu ouviria teu chamado
E o seguiria, fazendo teu sonho mais bonito.

E se a vida terminar,
O Universo a estremecer,
Mesmo a alma a esmorecer
Jamais deixarei de te amar

Se a vida para você terminasse,
Fazendo “meu” universo fenecer.
E sendo a sua, a minha vida,
Certamente eu iria com você.

Flavius Versadus e Fanete costa


                                                             

É proibida a reprodução total ou parcial do material contido
neste site sem a expressa autorização do autor.
Copyright©2012, Fanete Costa

Designer Fanete Costa                                                   Webmaster corcel negro.®