Sem Nexo
    

 

Nada faz sentido, mesmo sendo só o que restou.
Lembranças de um sonho habitado em noite de amor
Revendo cenas vividas, palavras ditas que preenchiam minha vida
Buscando na memória, os momentos passados e mimos abalizados
Foste o alimento de minha alma e coração
Sou tua paz e alegria, e hoje tua poesia
Tudo era tanto que hoje me sinto sem nada
Norteava teus passos era sua única direção
Restado apenas o vazio e a solidão cantadas em qualquer canção.
Nos versos de um poeta leia sempre frases que saiam da essência

 

Nenhuma palavra descreve o que preciso dizer
Palavras são saudades momentos a se reviver
Está tudo tão preso, peito tão cheio e ao mesmo tempo vazio
Liberta do peito, esta solidão preenche todo espaço do coração
Preciso falar e nada tenho a dizer por que já nada existe
No teu silencio minha alma busca o calor dos termos presos
Apenas resta uma dor profunda que teima e que persiste.
A dor descreve uma grande paixão que nunca fenecerá

 

Nada sei de como e porque aconteceu
Sabemos apenas que a amizade não morreu
Como esse tudo que era considerado um mundo morreu
Não permitas que desabe tudo que de belo aconteceu
Foi tudo tão de repente, frio, dilacerante, sem emoção
Nada foi premeditado, foi acaso do cruel destino
Tudo tão insano, rápido e sem razão
Talvez por causas banais, foi esta percepção
Por isso ficou assim, sem nexo, sem explicação...
Fechamos assim as portas com lacres de comoção

 

Preciso ver onde o bolo desandou
Quem sabe por pretexto, sem razão
Onde todo esse fim começou
Ao meio não atingiu o fim remoto está
Preciso conhecer esse você desconhecido
Conheces-me por completo alma e espírito
Descobrir enfim, quem foi que amou.
Se amor fosse loteria empate eu diria

 

 E por fim, se poderei dizer que terminou
Nada pode terminar se ao meio não chegou
Já que nem sei se começou...
E o fim este ainda não chegou.

 

  Fanete Costa e corcel negro®


                                                           

É proibida a reprodução total ou parcial do material contido
neste site sem a expressa autorização do autor.
Copyright©2012, Fanete Costa

Designer Fanete Costa                                                    Webmaster corcel negro.®