Ter-te e não te ter




É tão difícil amar direito!
É difícil sentir-se assim desamada!
É difícil sentir as emoções represadas!
É difícil me sentir um nada
É difícil continuar assim vivendo
Impossível esquecer esse amor!
É tão difícil amar por ‘nada’ !
Essa mistura toda
A intensidade do sentimento
O não reconhecimento e retorno dele!
É difícil não tê-lo em nenhum momento
É difícil continuar ter-te assim e a sofrer
Mas é imprescindível que exista você
Para que eu possa continuar a existir
Impossível sem essa minha parte que está em você,
Ou a sua que complementa meu viver.
É difícil que não me preenchas
É difícil não ter respostas
É difícil...
É tudo tão dolorido
É tanto amor que explode!
Um amor que pede
Um amor que não mede
É um amor que sofre
Algo que preciso ter...com ele contar
Isso dói tanto!
É um desespero sem medidas
Quando penso d’ele me afastar:
Falta a luz
Faltam as cores
Me falta a vida
Me falta o ar!
Caem as lagrimas
A cabeça roda
Como viver sem te ter
se a própria vida é você?
SOS!
Morrerei estando com você
Sem você, no entanto
Vida é impossível ter!

É difícil!
Ah...Como é!
Ter-te e Não te Ter
Mas...Muito mais difícil é...
Não te ter pelo menos...
DESSA FORMA QUE TENHO VOCÊ!
 

Fanete Costa



                                                           

É proibida a reprodução total ou parcial do material contido
neste site sem a expressa autorização do autor.
Copyright©2012, Fanete Costa

Designer Fanete Costa                                                                Webmaster corcel negro.®