No final, o recomeço
 

Gosto muito da palavra recomeçar, pois é o que milhares de pessoas sábias fazem todos os dias.

Viver não é fácil, conviver, mais difícil ainda. Temos uma vida, vivemos em sociedade e sempre temos pessoas às quais somos próximas como as que convivemos no trabalho e precisamos conviver harmonicamente porque passamos mais tempo nesse recinto que na nossa própria casa. 

Há também nossos familiares e esses, mesmo que hajam discordâncias, essas deverão  ser superadas porque os amamos e não podemos, ou não devemos viver longe deles, nos restando encontrar uma formula de convívio que seja ideal à todos. 

Agora cheguei onde eu queria chegar quando me propus a escrever esse pequeno texto. As pessoas que amamos quando homem/mulher.

Essas nosso coração escolhe e quando isso acontece é uma viagem que fazemos sem sairmos do lugar, é ver estrelinhas mesmo que nossos olhos estejam fechados, principalmente quando somos correspondidos. Acontece que as pessoas são diferentes umas das outras, cada ser é único, não existe ninguém igual. Quando falamos da ‘tampa da panela’ não queremos dizer que encontramos uma pessoa perfeitinha do jeito que queríamos, isso porque cada um tem virtudes, mas também seus defeitos, afinal somos apenas humanos e repito,  uns diferentes dos outros e, por conseguinte, agimos diferente e muitas vezes temos gostos completamente opostos dos que nossa cara metade tem. Só percebemos essas diferenças ao pé da letra, no dia a dia, e isso quando passamos a conviver mais de perto, quando a fase do sonho está se transformando em realidade. Eu acredito que as diferenças nos completam, apesar de que, se não bem administradas também  nos separar. 

O que fazermos quando essas diferenças são tantas que, apesar do amor elas nos separam? Muitas dizem vou partir pra outra e partem mesmo, eu até admiro quem faz isso, é saber o que quer e principalmente o que não quer pra sua vida, indo em busca do que acha que seria ideal, mas será que o homem perfeito existe? Será que a mulher Amélia, tão sonhada no clube do Bolinha será encontrada em algum lugar? Será que ficaríamos felizes mesmo com uma pessoa que é certinha demais ou até mesmo que diga amém a tudo? Eu respondo pela minha experiência; nunca poderíamos ter certeza de coisa alguma quando se trata de pessoas, nem a nós mesmos conhecemos realmente, muitas são as vezes que nos surpreendemos com nossas próprias reações. Quantas vezes ficamos boquiabertos com atitudes daqueles que demonstram passividade vivendo um longo tempo em uma rotina sofredora e um dia dá um basta? Dizemos:  não acredito! Não é que ela (e) virou a mesa! Outras vezes achamos que José e Maria viviam um mar de felicidade e José deixa Maria por outra mulher ou vice-versa... Nesse caso lamentamos e exclamamos...que pena...formavam um casal perfeito, no que eles se defendem: só quem sabe onde o sapato aperta é quem o calça. 

Agora vem a parte que mais gosto, é a que o Soberano amor supera tudo,  isto é,  o Re-Começamos.

Recomeçar não quer dizer apenas que se deva fazer isso com uma pessoa que apareceu ontem ou que aparecerá futuramente nas nossas vidas. Podemos recomeçar de onde paramos e com a mesma pessoa de antes....sim, aquela pessoa a qual víamos tantas diferenças, apesar do grande amor que nos unia a ela...e por que não? Certamente e seguramente se você recomeçar com outra pessoa os defeitos dessa ou o impacto de diferenças irão ocorrer, até pode ser diferenças novas, novos defeitos, mas existirão com certeza. Então, se existe amor, se existe uma determinação de entendimento para que seja bom para os dois, e tiverem dois tiverem propensos a ‘se darem’ uma chance por saberem que o amor não se encontra ali na esquina e muitas vezes bate apenas uma vez à nossa porta... gente, vamos ver as qualidades, vamos atrás do que nos encantou no outro, pois quando gostamos de alguém, não gostamos pelos defeitos, já que ele nos separa, mas pelas qualidades mais obvias que é o que qualquer ser humano mostra a priori. Há, mas existem magoas, o que faço com elas? Eu digo e nisso sou catedrática, você estava feliz sem ele (a)? Não estava? Ótimo, então você vai fazer o seguinte: olhe bem dentro dos olhos do outro e diga-lhe apenas, você me ama? Porque eu amo você. Entrelace seus dedos para que os dois forme uma aliança mais uma vez...relaxe e SEJA FELIZ, só sendo feliz você enche o coração de amor e a mágoa vai embora rapidinho...ah, mas pode acontecer novamente! Claro que pode, mas pague pra ver...ser feliz depende apenas de nós mesmos...queira ser...se faça feliz. 

A razão existe e é uma coisa prioritária em nossas vidas, mas... nem só de razão vive o homem!

Deixe aflorar a sua emoção, caso contrario você nunca encontrará a sua ‘razão’ de viver. 

Esse texto é dedicado a duas pessoas que optaram por Re-começar e fazerem disso a maior razão do ‘viver’.

Com meu carinho e o desejo de que vençam todas as tempestades porque depois delas, sempre vem à calmaria e quando se tem uma companhia para vivê-la... ah...é muito bom!  Para vocês, EU TIRO MEU CHAPÉU!!!

Por Fanete Costa

 


                                       

É proibida a reprodução total ou parcial do material contido
neste site sem a expressa autorização do autor.
Copyright©2012, Fanete Costa

Designer Fanete Costa                                                            Webmaster corcel negro.®